01-11-2018

Johnson & Johnson assume compromisso para erradicar resíduos plásticos

Johnson & Johnson assume compromisso para erradicar resíduos plásticos
A Johnson & Johnson anunciou seu compromisso em relação à erradicação de resíduos plásticos, assinando o Compromisso Global por uma Nova Economia do Plástico, iniciativa liderada pela Ellen MacArthur Foundation, em colaboração com a ONU Meio Ambiente. A companhia também se comprometeu a usar mais materiais reciclados em embalagens, garantindo que 100% de suas embalagens plásticas sejam reutilizáveis, recicláveis ou compostáveis até 2025.


Alison Lewis, diretora de marketing global da J&J, destacou: “Estamos adotando a questão da reforma das embalagens como um desafio para fazer melhor e uma oportunidade de fazer o bem. Acreditamos que esta iniciativa pode ser um poderoso catalisador para impulsionar mudanças significativas em nosso comportamento como empresa, bem como no comportamento dos próprios consumidores.”


Segundo um relatório divulgado pelo Fórum Econômico Mundial, apenas 14% das embalagens de plástico produzidas no mundo são recolhidas para reciclagem, 40 anos após o lançamento do primeiro símbolo de reciclagem universalmente reconhecido.




Notícias relacionadas

Abihpec: setor assume compromisso de eliminar micropartículas plásticas

A entidade informa que empresas brasileiras de higiene pessoal, perfumaria e cosméticos assumiram o compromisso de eliminar o uso de micropartículas plásticas sólidas insolúveis em produtos enxaguáveis até 2021

+

Euromonitor aponta tendências globais de consumo para este ano

A volta ao básico, estilos de vida mais independentes e compradores mais questionadores estão entre as “10 Principais Tendências Globais de Consumo 2019”

+

L’Occitane compra marca britânica de skin care

O grupo anunciou a aquisição da Elemis, por aproximadamente US$ 900 milhões. A transação deve ser concluída no primeiro trimestre deste ano

+

Recuperações judiciais recuam e falências atingem menor número desde 2014

Em 2018, os pedidos de recuperação judicial caíram 0,8% ante o ano anterior. Os pedidos de falência tiveram uma redução de 14,6%

+

Deixe seu comentário

código captcha

Seja o Primeiro a comentar

Novos Produtos