01-11-2018

Avon tem novo executivo para o posto de chief beauty & brand officer

A Avon anunciou a nomeação de James Thompson como chief beauty & brand officer. Thompson tem 24 anos de experiência na empresa de bebidas Diageo, onde ocupou o cargo de diretor de marketing e inovação para a América do Norte. O executivo também atuou por 10 anos na Unilever, ocupando diversos cargos na área de marketing.


A atuação de Thompson terá como foco "aproveitar a força do marketing de beleza e inovação da Avon para criar equipes mais ágeis, que serão estruturadas para trabalhar de forma muito mais próxima dos mercados da Avon”, informa a empresa. Ele também irá liderar a estratégia de rejuvenescimento da marca, reportando-se diretamente ao diretor de operações, Jonathan Myers.


A companhia informa que, apesar de não ter experiência recente no setor de beleza, Thompson construiu uma trajetória com pontos relevantes para a empresa. O executivo trabalhou em três continentes e “liderou uma reforma estratégica fundamental [na Diageo], incluindo uma transformação cultural e organizacional".


O atual vice-presidente de marketing de marca global do grupo Avon, Alex Long, assume o posto de vice-presidente de marketing comercial internacional, “para impulsionar a execução de marketing, a excelência em folhetos e a gestão do crescimento do lucro em toda a empresa”.



Notícias relacionadas

Abihpec: setor assume compromisso de eliminar micropartículas plásticas

A entidade informa que empresas brasileiras de higiene pessoal, perfumaria e cosméticos assumiram o compromisso de eliminar o uso de micropartículas plásticas sólidas insolúveis em produtos enxaguáveis até 2021

+

Euromonitor aponta tendências globais de consumo para este ano

A volta ao básico, estilos de vida mais independentes e compradores mais questionadores estão entre as “10 Principais Tendências Globais de Consumo 2019”

+

L’Occitane compra marca britânica de skin care

O grupo anunciou a aquisição da Elemis, por aproximadamente US$ 900 milhões. A transação deve ser concluída no primeiro trimestre deste ano

+

Recuperações judiciais recuam e falências atingem menor número desde 2014

Em 2018, os pedidos de recuperação judicial caíram 0,8% ante o ano anterior. Os pedidos de falência tiveram uma redução de 14,6%

+

Deixe seu comentário

código captcha

Seja o Primeiro a comentar

Novos Produtos